A origem e o significado do nome

Alpha Tauri, conhecida como Aldebarã ou Aldebaran, é a estrela mais brilhante da constelação Taurus. O seu nome provém da palavra árabe al-dabarān que significa "aquela que segue" – referência à forma como a estrela parece seguir o aglomerado estelar das Plêiades durante o seu movimento aparente ao longo do céu noturno.

Aldebaran é uma das estrelas mais facilmente identificáveis no céu noturno, tanto devido ao seu brilho como à sua localização em relação a uma das figuras estelares mais conhecidas do céu. Identificamo-la rapidamente se seguirmos a direção das três estrelas centrais da constelação de Orion (designadas popularmente por “três Marias”): da direita para a esquerda, Aldebaran é a primeira das estrelas mais brilhantes que encontramos no seguimento dessa linha.

Em termos astrológicos, Aldebaran é considerada uma estrela propícia, portadora de honra e riqueza. Segundo Ptolomeu, é da natureza de Marte. O astrólogo e alquimista Cornelius Agrippa escreveu que "o talismã" feito sob Aldebaran com a imagem de um homem voando, confere honra e riqueza.

É uma das quatro “estrelas reais” (a guardiã do leste), assim designadas pelos Persas, cerca de 3000 a.C. Também como guardiã do leste corresponde, na tradição, ao arcanjo Miguel ("o que é como Deus"), o Comandante dos Exércitos Celestes. Indicou o equinócio de outono no hemisfério norte em uma fase inicial da história a que se referem escrituras védicas.

Para os cabalistas, é associada à letra inicial do alfabeto hebraico, Aleph, e portanto à primeira carta do Tarô, O Mago. Segundo a mitologia própria da Stregheria, ou bruxaria tradicional italiana, Aldebaran é um anjo caído que, durante o equinócio da Primavera, marca a posição de Guardião da porta oriental do céu.

CANTE E ENCANTE AQUI, NO ALDEBARAN,

ONDE A ESTRELA É VOCÊ!